sexta-feira, 7 de agosto de 2009

FICÇÃO OU REALIDADE? – CAP. 7

PURA TEIMOSIA

Marcos tinha plena convicção de que iria ficar rico jogando no bicho. Durante anos jogava praticamente um quarto do seu salário por mês e, vez ou outra, ganhava algum trocado, mas nada que pagasse o prejuízo que até então já tivera, ou seja, se ele gastava R$ 300,00 por mês, quando ganhava, no total, não dava nem R$ 200,00.

Um dia, ele resolveu usar a matemática a seu favor. Pegou sua data de nascimento, somou à data de nascimento de sua esposa e filhos e, ainda, à data do dia em que ia fazer a aposta. O resultado foi um número com 8 algarismos, ou seja, 2 milhares. Ele escolheu uma delas e foi até o apontador, o cara que fazia as apostas:

- Joga R$ 50,00 na milhar 9821, só na cabeça!

O apontador, que era amigo de Marcos, o aconselhou:

- Marquinho, joga do 1º ao 5º prêmio… Só na cabeça, R$ 50,00, é fria!

- Nada!!! Eu tô com um palpitão aqui… Se der na cabeça, eu faturo R$ 200.000,00! E nada de valer centena… Quero milhar na cabeça e só milhar!

O apontador nada podia fazer a não ser a aposta que Marcos queria.

À tarde, Marcos voltou até o apontador e perguntou, todo sorridente:

- Cadê o resultado?

O apontador lhe entregou um papelzinho com os resultados daquela tarde. A milhar 9821 estava na lista, mas… no 3º prêmio…

2 comentários:

Rafhaelbass disse...

Parece aquele "além da imaginação" sem os efeitos huuhehueu boa, tem link seu lá no blog!

Bronca no Trombone disse...

Essa história aconteceu COMIGO, só que, na época (em 1988), eu joguei só Cz$ 20,00, o que dava hoje uns R$ 3,00. Eu ganharia "só" R$ 12.000,00.
A Zenaide, que fazia o jogo, me aconselhou a jogar do 1º ao 5º. Eu, teimoso, disse que a milhar viria na cabeça... e não veio...

Estou devendo visitas a você, amigo! Esta semana foi corrida... Eu ando postando coisas de arquivo...

E obrigado pelo link meu lá no seu blog!

Abração!

André