sexta-feira, 31 de julho de 2009

FICÇÃO OU REALIDADE? – CAP. 6

BEBEL

Com 4 anos de idade, Bebel estava jantando com os pais, quando, de repente, seu olhar foi lançado para o infinito e ela disse:

- A tia Berta acabou de morrer numa batida de carro!

Os pais repreenderam a menina, chegando a gritar com ela. Duas horas depois, o telefone tocou: era uma das tias de Bebel avisando que a irmã havia sofrido um acidente de carro e morrido na hora…

Bebel cresceu fazendo previsões que nunca falhavam. Ela previu a morte de vários parentes e vizinhos da rua. Sonhou uma vez com 6 dezenas, escreveu-as em um papel, mas, não se sabe por que, não disse nada a ninguém. Dias depois, descobriu que aquelas 6 dezenas haviam sido sorteadas na antiga Sena, isso lá por 1990, mais ou menos.

Sua última previsão foi numa noite quente de verão, quando a família estava quase toda ela reunida na casa de Bebel: os pais, tios, avós etc.

Bebel perdeu o olhar no infinito, como sempre acontecia, se levantou de onde estava sentada, foi para a cozinha e disse:

- Vai todo o mundo morrer agora, menos eu!

Naquele exato momento, uma jamanta desgovernada entrou com tudo na sala da casa e matou, na hora, todas as pessoas que ali estavam. Bebel se salvou, pois havia ido à cozinha comer um pedaço de bolo de fubá…

2 comentários:

Debby Lenon disse...

Eitaaaaaaaa. Pq ela não avisou a familia para irem até a cozinha? Ai foi ruindade da guria. Acredito que o texto possa ser realidade. Adorei.
beijos
Debby

Bronca no Trombone disse...

A moça, no caso, era meio estranha devido a essa paranormalidade. Então, dá para se deduzir que ela sabia o que ia acontecer mas não podia interferir, entendeu? Esse é o perfil básico desse tipo de gente que tem esse dom, que, na maior parte das vezes, é um tormento...

Obrigado pelo comentário!

Beijos,

André