quarta-feira, 6 de maio de 2009

Tirando lembranças da cachola

dulcora

Este post é pura nostalgia! Eu estava aqui pensando no que escrever e comecei a me lembrar do tempo em que eu era apenas um garoto e, confesso, mesmo sem toda essa tecnologia que existe hoje a nosso dispor, eu era uma criança feliz. Tinha lá os meus problemas, mas me diverti e sorri muito, coisa que, hoje em dia, eu não vejo com tanta freqüência na criançada.

Aí, resolvi escrever uma lista de coisas do tipo “Você lembra…?”, e aqui vai ela:

 

Os drops Dulcora tinham inúmeros sabores, além dos tradicionais MISTO, HORTELÃ, ANIS, CEVADA, RUM, CEREJA. Cheguei a ver, no Corcovado, na década de 70, sabores que não havia em São Paulo: LARANJA, ABACAXI, MORANGO, FRAMBOESA, TANGERINA, LIMÃO, entre outros. Era uma coleção linda na vitrine daquele bar.

A Dulcora fabricava chocolates também, assim como A Kibon (quem não se lembra do Ki-Caju, Ki-Bamba, Kankan, e outros mais?)

Falando em chocolates, lembro-me da Sonksen, cujos tabletes eram deliciosos. E a mesma Sonksen tinha aquelas balas em latinhas ovaladas, lembram?

E os sucos Panti? Vinham numa embalagem tetrapack, mas em forma de pirâmide. Que eu me lembre havia só três sabores: laranja, abacaxi e maracujá…

Nectar Yuki, quem lembra? Eram sucos em latas de 200 ml, nos sabores: PÊRA, ABACAXI, MARACUJÁ, MAÇÃ, GOIABA e mais alguns que não me recordo no momento.

Chocolates Suchard: eu os comprava no Shopping Iguatemi, aliás, o único shopping de São Paulo décadas atrás. E o chocolate era importado, se não me engano, da Bélgica!

Chicletes Ping-Pong e Ploc. A briga era acirrada, assim como os preparados em pó para refresco Ki-Suco e Q-Refresco, os sorvetes Kibon, Gelato e Yopa, margarinas Claybom e Doriana, as marcas de arroz Brejeiro e Vitória, os cremes dentais Kolynos e Colgate, os sabonetes Lux, Palmolive, Gessy e o Lifebuoy, os detergentes Odd e Minerva, os sabões em pó Viva, Omo, Bio-Presto e Mago…

As revistas que disputavam lugar nas bancas eram muitas: Veja, Realidade, Amiga, Sétimo Céu, Grande Hotel, Contigo, Placar, Fatos e Fotos, O Cruzeiro, e muitas outras, sem levar em conta publicações menores e gibis, como Recruta Zero, Thor, Bolinha, Brotoeja, Tininha, Namor, Hulk, Fantasma… a lista é enorme!

 

Este post terá seqüência… Aguardem!

 

A IMAGEM FOI RETIRADA DO SITE: http://www.vejaandira.com.br/tempor/cinescarlos.htm

10 comentários:

Rafhaelbass disse...

Po... Acho ue a única coisa da minha época é chiclete mesmo!

Bronca no Trombone disse...

Raphael, obrigado pelo comentário! Eu lembro de mais coisas, mas, na hora de escrever o post, só me veio isso. Pô, naqueles tempos tinha cada coisa legal. Sei lá, a vida era mais gostosa, em todos os sentidos. Hoje, é tudo muito rápido. Veja, a gente já está em maio! Quando eu era pequeno, de um Natal ao outro levava um ano; hoje, parece que demora 5, 6 meses só...

Abração!

André

Anônimo disse...

O suco Yuky de pera era uma delícia
e o picolé Ki-dupla da Kibon era um show,apresentava casquinha sabor
laranja por fora, com um recheio de
nata por dentro... a combinação era
estonteante... Eu chegava a tomar dois em seguida, na padaria Bienal
no Itaim bibi, na época ainda não havia nenhum prédio. Quando a noite
caía, assistíamos o Nacional Kid.

Ubirahy Souza disse...

Yuki teve um processo interessante de propaganda na TV. Por cerca de 3 meses, era apresentado um comercial que apenas perguntava "O QUE SERÁ YUKI?". Realmente era muito gostoso, diferenciado do Q-Suco, por ser natural e pronto para consumo, nas latinhas de 200 ml.

Ubirahy Souza disse...

Nesta época, a Kibon tinha um chocolate tipo Ki-Bamba, chamado Ki-Koisa, recheado com marshmellow.
Lembro ainda da aveia Ferla, dos biscoitos Marilú, da Dianda Lopes. Do 7 Vidas, da Alpargatas (que era o patrocinador do seriado "A Turma do Sete"), dos refrigerantes Guarinda e Mirinda, bem como dos sapatos "Tanque Escolar", que vinha com metais na sola.

Ubirahy Souza disse...

Dos seriados de TV, lembro de Jack Jackson "O Comandante Meteoro", do Cheyenne (com Clint Walker), Rebelde, "O Menino do Circo", "Cavaleiros de Bengala", "Zorro, Tonto e Silver", "Falcão Negro", com Gilberto Martins e Dari Reis, A E I O Urca, "O Riso é o Limite", com Chico Anysio, Vagareza e Siva, Monsueto, Chocolate, Consuelo Leandro, Matinhos, etc. Coisinha antiga para meus 56.

Ubirahy Souza disse...

Ops! Não era Cavaleiros de Bengala. Era Lanceiros de Bengala.

Ubirahy Souza disse...

Tem mais. Lembram de "Hoje é dia de Rock"(Isaac Zaltman e Jair de Taumaturgo), Sabonete Cinta Azul, Peça Bis Pelo Telefone, óleo e loção Glostora, Talco Fissan, Anaceptil, Colubiazol, Eucalol, Amidogem, Mandiopã, "Saúde Paz e Amor"de Luiz de Carvalho, flâmulas, Linholene, Rinso, o que lava mais branco, etc.

Flor.MCecilia disse...

Olá.hehhee Lembrei-me da Kibon,aquelas Bananinhas amarelinhas,hummmmmm que covardia,colocava na boca derretia,o chocolatinho da Kibom,embalagem prateada e verde,chamava KI-KOISA,uma embalagem triangular bolinhas de chocolate chamadas
Kri-KRI..da kibom esquimo...e chega,chega,me deu lombrigaaa,acho que vou ler um pouco a minha Manchete...Tomando um Yuki de Pêssego....Vaaleu amigo sem Fronteiras,nossa geração era bem melhor,mesmo não podendo me comunicar contigo..Mas um êrro para comer ,saborear coisas gostosas não teriam épocas.Coisas das fábricas alimentícias,deveríamos fazer um protesto...Grande bjuss\Flor*Logo ali no Jardim do Amor.

Bronca no Trombone disse...
Este comentário foi removido pelo autor.